O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), assegurou a conclusão da reforma da Previdência para a terça-feira que vem, dia 22. A proposta ainda depende de uma votação em segundo turno no plenário da Casa.

Ontem os senadores aprovaram um projeto que divide os recursos do megaleilão do petróleo com Estados e municípios, destravando a votação em segundo turno da proposta que alerta o sistema de aposentadorias no País.

A sessão do plenário para a votação da Previdência deve ocorrer às 14h do dia 22. Antes disso, às 11h, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) vai realizar uma sessão para analisar as emendas apresentadas após a votação do primeiro turno da reforma.

"Já há um entendimento em relação a essa data", disse Alcolumbre. "Espero que sim, aguardo isso e o Brasil aguarda isso", emendou.

Fonte: UOL

O presidente Michel Temer afirmou nesta quinta-feira (6/4) na saída de almoço no Itamaraty

Mais um grande movimento protesta contra as reformas de Temer

 

Dezenas de fazendários se juntaram aos mais de 30 mil

Reunidos ontem (29/3), em Fortaleza, governadores e um vice-governador de sete dos nove estados da Região

O governo brasileiro deu mais uma prova esta semana de que não mede consequências para levar adiante o ajuste fiscal

A Secretaria-Geral da Câmara Legislativa homologou a licitação para a compra de 340 cadeiras que serão destinadas

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), assegurou a conclusão da reforma da Previdência para a terça-feira que vem, dia 22. A proposta ainda depende de uma votação em segundo turno no plenário da Casa.

Ontem os senadores aprovaram um projeto que divide os recursos do megaleilão do petróleo com Estados e municípios, destravando a votação em segundo turno da proposta que alerta o sistema de aposentadorias no País.

A sessão do plenário para a votação da Previdência deve ocorrer às 14h do dia 22. Antes disso, às 11h, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) vai realizar uma sessão para analisar as emendas apresentadas após a votação do primeiro turno da reforma.

"Já há um entendimento em relação a essa data", disse Alcolumbre. "Espero que sim, aguardo isso e o Brasil aguarda isso", emendou.

Fonte: UOL

O presidente Michel Temer afirmou nesta quinta-feira (6/4) na saída de almoço no Itamaraty

Mais um grande movimento protesta contra as reformas de Temer

 

Dezenas de fazendários se juntaram aos mais de 30 mil

Reunidos ontem (29/3), em Fortaleza, governadores e um vice-governador de sete dos nove estados da Região

O governo brasileiro deu mais uma prova esta semana de que não mede consequências para levar adiante o ajuste fiscal

A Secretaria-Geral da Câmara Legislativa homologou a licitação para a compra de 340 cadeiras que serão destinadas

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), assegurou a conclusão da reforma da Previdência para a terça-feira que vem, dia 22. A proposta ainda depende de uma votação em segundo turno no plenário da Casa.

Ontem os senadores aprovaram um projeto que divide os recursos do megaleilão do petróleo com Estados e municípios, destravando a votação em segundo turno da proposta que alerta o sistema de aposentadorias no País.

A sessão do plenário para a votação da Previdência deve ocorrer às 14h do dia 22. Antes disso, às 11h, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) vai realizar uma sessão para analisar as emendas apresentadas após a votação do primeiro turno da reforma.

"Já há um entendimento em relação a essa data", disse Alcolumbre. "Espero que sim, aguardo isso e o Brasil aguarda isso", emendou.

Fonte: UOL

O presidente Michel Temer afirmou nesta quinta-feira (6/4) na saída de almoço no Itamaraty

Mais um grande movimento protesta contra as reformas de Temer

 

Dezenas de fazendários se juntaram aos mais de 30 mil

Reunidos ontem (29/3), em Fortaleza, governadores e um vice-governador de sete dos nove estados da Região

  • Últimas Notícias
Governadores negociaram PEC suplementar

Proposta incluía fundo previdenciário para Estados. 

TCDF aguarda esclarecimentos

Nesta sexta-feira (27/1), em publicação no Diário Oficial

Após longas negociações, novo Refis deve ser votado

A Câmara deve votar nesta 4ª feira (27.set.2017) a medida p

Comentários