As propostas legislativas de adiamento das eleições municipais de 2020 para 2022, devido à pandemia de coronavírus, têm ganhado força entre senadores. Um deles é o líder do PSL, senador Major Olimpio (PSL-SP), que defende a unificação dos pleitos federais, estaduais e municipais, evitando-se os gastos com as campanhas eleitorais deste ano. A economia esperada, segundo o senador, seria de até R$ 1,5 bilhão, além dos recursos do fundo eleitoral, que não seriam utilizados.  Major Olimpio, que chegou a enviar ofício ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo o adiamento das eleições, deve apresentar uma proposta de emenda à Constituição (PEC)…
Sindicalistas e representante das indústria debateram medidas em reunião virtual ontem. Senai fará manutenção de respiradores Depois de reunião virtual com dirigentes de centrais sindicais, ontem (29), o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, pediu “equilíbrio” no atual momento até a saída da crise. “Precisamos ter o equilíbrio necessário para retomar a atividade em alguns meses. Tem de procurar evitar a demissão. Até porque a demissão traria consequências posteriores”, afirmou o executivo por meio de redes sociais. As centrais sindicais vêm procurando autoridades e entidades para discutir saídas para a crise. Dirigentes já se reuniram com os presidentes…
Após aprovação por unanimidade, ‘coronavoucher’, que concede benefícios a trabalhadores informais, segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro Em sessão por videoconferência, o plenário do Senado aprovou, nesta segunda-feira, 30, o projeto que prevê o pagamento de auxílio de 600 reais para trabalhadores informais, apelidado de ‘coronavoucher’, em votação simbólica onde todos os partidos encaminharam às bancadas a orientação para se votar a favor do projeto, contemplado por unanimidade, com 79 votos a favor. De relatoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), o projeto segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro. Serão contemplados os trabalhadores registrados como autônomos e informais e os microempreendedores individuais,…
Devido à pandemia de covid-19, mercado financeiro espera por retração Devido à pandemia de covid-19, o mercado financeiro espera por retração da economia brasileira este ano. De acordo com o boletim Focus, do Banco Central (BC), a previsão de queda do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país – é de 0,48%. Na semana passada, a estimativa era de crescimento de 1,48%. Essa foi a sétima redução seguida na projeção. O boletim semanal do BC traz as projeções de instituições financeiras para os principais indicadores econômicos nos próximos anos. As previsões do mercado…
Meta é garantir abastecimento de bens voltados ao controle da covid-19 A Receita Federal ampliou o rol de produtos que terão seu despacho de importação realizado de maneira prioritária para auxiliar no combate à pandemia causada pelo novo coronavírus. A Instrução Normativa RFB nº 1.929, publicada hoje (27) no Diário Oficial da União, prevê o despacho prioritário para produtos como a cloroquina e seus derivados, kits de teste para covid-19 e sequenciadores automáticos de DNA, dentre outros.   Conforme previsto na Instrução Normativa RFB nº 1.927, publicada na semana passada, esses produtos terão maior celeridade no trâmite aduaneiro, sendo permitida a entrega…
Um documento interno da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), grupo de países ao qual o Brasil pretende aderir, pede ao governo Jair Bolsonaro que "assuma firmemente a dianteira" no combate ao coronavírus e adote "medidas apropriadas de confinamento" para conter o avanço da pandemia em território brasileiro. O documento preliminar, ainda reservado e ao qual o Valor teve acesso, faz parte de um panorama global em elaboração pela OCDE sobre as ações tomadas por cada país no enfrentamento à covid-19.O trecho do relatório que fala sobre o Brasil foi distribuído antecipadamente a autoridades brasileiras, que reagiram com insatisfação e se mobilizam, agora, para alterar o texto…
Governo não vai precisar justificar a extensão de medidas voltadas para o combate ao novo coronavírus e poderá expandir programas voltados as empresas e trabalhadores O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) atendeu um pedido do presidente da República, Jair Bolsonaro, e autorizou que o governo descumpra artigos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) em decorrência da crise provocação pela pandemia de coronavírus. Com a decisão de Moraes, o Executivo fica desobrigado a apresentar "demonstração de adequação e compensação orçamentárias em relação à criação/expansão de programas públicos destinados ao enfrentamento…
Só é possível vencer a crise com cooperação. Entre os três níveis de governo. E entre eles, as empresas, as instituições científicas e a sociedade civil. Diálogo e coordenação. Que, infelizmente, não estão no DNA do atual presidente. Por isso, no Brasil, a articulação para o esforço cooperativo vai depender dos demais atores. De todos e de cada um de nós. Aqueles que insistem em usar politicamente a crise vão ficar falando sozinhos no ambiente tóxico das redes. A dimensão do problema reclama do governo federal um programa de medidas sanitárias e econômicas. Mas também a articulação para executá-las. Até…
Cada mês de isolamento reduzirá em 2 p.p. crescimento econômico anual Cada mês que as principais economias passam em confinamento diminuirão em 2 pontos percentuais (p.p.) o crescimento anual, afirmou na sexta-feira (27) a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). "Nossas estimativas mais recentes mostram que o bloqueio afetará diretamente setores que representam até um terço do PIB nas principais economias", disse Ángel Gurria, secretário-geral da OCDE, em comentários aos líderes do G20 na quinta-feira (26), mas que foram divulgados nesta sexta. "Calculamos que, para cada mês de quarentena, haverá uma perda de 2 pontos percentuais no crescimento anual…
Segundo o ministro da economia é necessário que o governo tenha foco na saúde, posteriormente na economia. Neste domingo (29), o ministro da economia, Paulo Guedes, acredita que o Brasil voltará a crescer num período de cinco meses, assim que o país superar a crise provocada pela pandemia do coronavírus (Covid-19). Ainda, segundo o ministro, será necessário um período de três meses de isolamento social em todo o País para atender exclusivamente a área da Saúde durante os picos de contaminação pelo novo coronavírus. De acordo com Guedes, o Brasil irá se recuperar antes que outros países e garante que o Governo irá…
Pagina 2 de 67
  • Últimas Notícias
Sindifisco/PA participa de CD no Maranhão

Entre as pautas: PEC 186/2007 e os resultados das paralisaç

Renan Calheiros busca aval de Temer

As recentes movimentações de Renan foram o principal assunto

Sindafisco-RO: Nota de Repúdio e Protesto

O Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos de Rondônia (S

Comentários